Já pensou em se tornar um influenciador digital?

 

A internet nos surpreende cada dia mais.

E desde sua criação, surgiram modelos de negócios, tecnologias e práticas que mudaram a vida de consumidores e empreendedores.

A melhor consequência foi o empoderamento do usuário, ou seja, o foco se voltou para as vontades do consumidor.

Atualmente uma pessoa comum pode ter influência como um grande canal de mídia, dessa forma possibilitando trabalhar com a imagem pessoal no mundo dos blogs, ser referência no assunto e interagir diariamente com seguidores e fãs.

Você gostaria de ter um emprego assim?

Se trabalhar com isso faz parte dos seus planos, você precisa continuar lendo esse artigo.

Nele explicarei todos os conceitos por detrás dos influenciadores e como alcançar um lugar no mundo digital.

Podemos começar?

O que são influenciadores digitais?

Conhecidos também como digital influencers, os Influenciadores digitais são pessoas que se destacam por meio de canais na internet, dentre eles, blogs e redes sociais. E mediante ao seu prestígio, elas afetam diretamente o comportamento e decisões do consumidor.

Como o nome diz, eles influenciam seus seguidores e devido a isso recebem propostas comerciais de empresas para divulgação de produtos e serviços.

Ou seja, ele é alguém que recebe atenção por parte de uma parcela do mercado. Com foco na palavra parcela.

O que se torna muito importante pelo fato de o trabalho estar relacionado à segmentação. Muitas vezes, um grande influenciador não é o que tem mais seguidores, mas sim aquele que trabalha para a criação de um relacionamento intenso e duradouro com seus nichos específicos.

Com o intuito de facilitar o entendimento, vamos exemplificar: o mercado de jogos online.

Setor em grande expansão, em parte porque os influenciadores transmitem ao vivo seus jogos.

Significa que passam horas diretamente conectados com seu público e interagindo por meio de mensagens com ele. Dessa forma, para uma empresa de acessórios de tecnologia, se aproximar a fim de realizar uma parceria seria ser uma excelente oportunidade. Afinal, parcerias digitais podem aumentar vendas quando divulgados nos canais corretos.

Fazendo isso, o processo de segmentação ocorre de forma orgânica uma vez que o público são pessoas que realmente tem interesse no assunto abordado.

Assim, é mais vantajoso investir nesse veículo do que fazer uma campanha em um canal de TV que atinge todos os tipos de público, e na maioria das vezes pessoas que não tem interesse no produto.

Fato que ocorre com o YouTuber brasileiro BRKSEdu que tem um canal com mais de 8 milhões de inscritos. Porém você pensa que é fácil estabelecer uma carreira com parcerias de grandes marcas.

Está certo, entretanto um detalhe sobre o marketing de influenciadores é a segmentação, e que ela pode ocorrer de forma mais aprofundada, dando espaço para influenciadores menores.

Influenciadores com menor alcance, mas que se especializam em camadas específicas, conseguindo grande destaque.

Um streamer que joga games infantis ou aqueles que focam em jogos antigos.

Dependendo do setor, é possível que empresas pequenas e médias se beneficiem da estratégia.

Em contrapartida, aqueles que estão iniciando podem encontrar oportunidades ao pensar em personas diferentes, ou seja, podemos dizer que influenciadores digitais são como empreendimento. Abrem portas para negócios e pessoas se aproximarem dos públicos.

Como diferenciar Celebridades, Influenciadores e Microinfluenciadores?

Quando pensamos em influenciadores digitais é comum surgir algumas dúvidas, como por exemplo, a diferença entre um influenciador e uma celebridade.

Para começar, nada impede que uma celebridade seja um digital influencer também, mas a diferença é que no segundo caso, essa é a principal função.

Ou seja, um influenciador profissional.

Um atleta da seleção russa, um ator ou cantor sertanejo pode ter grande poder nas mídias sociais, porém, para eles serão somente atividades complementares.

No mundo virtual, essas celebridades são chamadas de mega-influenciadores.

Por possuir grande alcance é muito caro realizar parcerias com eles, como por exemplo o jogador Neymar.

E logo abaixo deles na escala, há os macro-influenciadores: Pessoas com número menor de seguidores mas com grande experiência em estratégias de marketing digital.

Há também os micro-infuenciadores se destacando em nichos específicos no mundo digital.

Por último, mas não menos importante há os nano influenciadores. Aqueles com pouca abrangência, são usuários normais, entretanto que não devem ser descartados já que geram resultados bons e proporcionais aos seus índices de engajamento e valores para divulgação.

Afinal, não existe uma fórmula de sucesso neste nicho, assim como muitas vezes é mais efetivo investir em milhares de nano-influenciadores do que em somente um mega-influenciador.

E aí que está a beleza do mundo do marketing, um leque infindável de possibilidades.

Como avaliar um influenciador digital?

A fim de medir o tamanho do influenciador, há um padrão numérico de seguidores.

Observe:

  • Mega-influenciador: mais de 1 milhão
  • Macro-influenciador: entre 500 mil e 1 milhão
  • Influenciador: entre 100 mil e 500 mil
  • Micro-influenciador: entre 10 mil e 100 mil
  • Nano-influenciador:até 10 mil.

O tripé da influência

O tripé da influência é uma técnica para medir o grau de influência, e leva em consideração três fatores:

  • Alcance:determinado pelo número de seguidores, potencial de pessoas atingidas pelo influenciador.
  • Relevância: importância do relacionamento entre influenciador e público, mensurado mediante métricas de engajamento.
  • Ressonância:se refere ao número de seguidores que estão dispostos a repassar a mensagem por meio de compartilhamento e menções em redes sociais.

Tipos de influenciadores digitais

Como já deve ter percebido, o segmento dos influenciadores é extenso.

Quer dizer que não tem limites para os temas que se destacam, bem como para os públicos que podem ser atingidos.

Porém, há alguns tipos de digital influencer mais comuns que iremos falar logo abaixo:

1. Top Celeb

São aqueles que trabalham com temas genéricos, sem nicho específico, mas possuem relevância em diversos segmentos do mercado.

2. Fit Celeb

Os fit celebs vêm da palavra “fit”, que significa “encaixar”, não possuem relação àqueles voltados à saúde e bem-estar corporal, como nutricionistas e atletas.

Assim, falamos daquele influenciador que tem tudo a ver com seu negócio.

Por exemplo, realizar uma parceria com um podcaster que fala sobre o tema terror caso você possua uma loja virtual que venda livros de terror.

3. Autoridade

Tipo de celebridade que é referência no assunto, ou seja, é marcado pelo conhecimento sobre um tema.

Geralmente ensinam muito a seus seguidores por serem especialistas no assunto. Assim, eles tem grande poder persuasivo a fim de estimular a contratação de um serviço ou a compra de um determinado produto.

4. Ecossistema

Para desenvolver um canal de relacionamento, a empresa não precisa depender somente de um influenciador. Pode ser criado um ecossistema.

Ou seja, é estabelecida uma rede de influenciadores produzindo e promovendo conteúdo regularmente.

5. Trendsetter

Os trendsetters são pessoas que defendem intensamente uma ideia ou causa. Geralmente possui grande respeito do público e são associados a questão sociais.

Além disso, por conta de seus princípios são excelentes para reforçar o posicionamento de uma marca.

6. Jornalista

São os profissionais criadores de conteúdo que pregam a imparcialidade.

Ademais, gozam de admiração da sociedade uma vez que tem como função principal disseminar notícias e penetrar em temas de interesse.

7. Influenciador interno

São os influenciadores internos, ou seja, são os colaboradores da própria empresa que a representam perante a sociedade.

Essa prática tem grande valor pois traz uma voz para a marca.

São frequentemente escolhidos por funcionários do setor estratégico da empresa.

7 passos para se tornar um Influenciador Digital

Se quer se tornar um influenciador digital, as ferramentas estão disponíveis a quem desejar.

Além disso, como em qualquer negócio você precisará se esforçar o suficiente para criar conteúdo regularmente.

Posteriormente, conheça os mais importantes passos a fim de alcançar o objetivo.

1 – Definir a persona e nicho de atuação

A persona é o perfil fictício do seu cliente ideal.

É extremamente relevante uma vez que possibilita ao influenciador traçar diretrizes de linguagem, melhores canais para publicações e outras variáveis.

Ou seja, ajuda a entender o público e suas principais características.

2 – Traçar um plano de conteúdo

Possuir um plano de conteúdo ou calendário editorial é fundamental para garantir o sucesso de uma estratégia. Com ele é possível determinar datas, horários, tamanhos e qualquer outro elemento fundamental a fim de garantir um consistente fluxo de publicações.

3 – Não comprar seguidores, nem fazer troca de likes

Erro bem comum por pessoas que querem se tornar influenciadores digitais é comprar seguidores ou trocar likes.

É uma prática não apenas antiética, mas também não gera resultados eficientes. Pois ao realizar essas ações, as métricas de vaidade podem aumentar, como curtidas e impressões, mas indicadores mais importantes como engajamento tendem a diminuir.

Afinal, o diferencial de um digital influencer é a sua capacidade de ter relacionamento com pessoas de nichos específicos.

4 – Dar assistência para não abrir para a concorrência

Tenha um relacionamento com seu público e mostre que há uma pessoa que se importa com eles por trás das ações.

Se você não interage com seus seguidores, eles rapidamente encontrarão outro influenciador que dê a atenção que procuram.

5 – Fazer parcerias (collabs) com outros influenciadores

Influenciadores também podem se ajudar. Esse tipo de atividade é bem comum no mundo virtual uma vez que há ganhos para ambos os lados.

Fazer collab é isso: desenvolver conteúdo em conjunto e divulgado para todos os participantes.

6 – Responder TAGs

São etiquetas que influenciadores criam para iniciar tendências.

Uma pessoa pode inventar uma ação na qual ela fazer uma maquiagem e desafiar colegas de profissão e outros influenciadores para fazer o mesmo, como o “evoluiuchallenge” bem conhecido no instagram.

Assim, a curiosidade dos seguidores é aguçada dando início a uma corrente.

7 – Aplicar o inbound marketing

Uma das mais famosas estratégias online de atração de seguidores ela é baseada no funil de vendas e tem como função gerar um fluxo de usuários que vão de meros desconhecidos a advogados da marca.

Além disso, o inbound marketing funciona também no mercado dos influenciadores digitais, afinal ele estimula a captação de leads e faz com que sua dependência de canais de mídia alugada (redes sociais) diminua.

Quanto ganha um influenciador digital?

Youtubers, instagrammers, blogueiro, podcasters…

Todos esses títulos podem ser considerados influenciadores digitais. Por isso é difícil estabelecer um padrão de ganhos.

Entretanto, há alguns estudos que relatam uma média de remuneração em diferentes plataformas.

Por exemplo, um digital influencer do YouTube costuma ter ganhos através de anúncios nos vídeos. No Brasil, os maiores influenciadores ganham entre R$50 mil e R$150 mil a cada campanha, enquanto os menores o valor fica entre R$1 mil e R$ 5 mil, segundo dados relatados na Época Negócios.

Números que variam uma vez que o YouTube repassa U$0,60 a U$5,00 a cada mil views, o que depende do nicho.

No instagram, o ganho de um macro-influenciador chega a receber R$10 mil por um anúncio somente e no Facebook, de acordo com agência publicitária Bloglovin, 90% dos influenciadores cobra abaixo de 250 dólares por post. Já no Twitter o valor cai para 100 dólares.

Nos blogs, há uma grande diferença: entre US$175,00 e US$ 5 mil por post patrocinado, dados em sua maioria pertencente ao mercado americano.

O importante é entender que esses números dizem respeito da capacidade de negociação do influenciador e do interesse da organização.

Conclusão

Espero que esse artigo tenha mostrado a você como entrar nesse fantástico ramo dos influenciadores digitais. Aqui você soube o que é e quais são seus principais obstáculos, além de descobrir quais os tipos de digital influencer.

Em resumo, você pode agora dimensionar quanto ganha um profissional do segmento, apesar de conter inúmeras variáveis.

E caso sua ideia seja divulgar a marca como parceria de influenciadores, você já sabe por onde começar.